• Santa Rosa do Sul

    MIN 13ºMAX 16º
  • Sombrio

    MIN 10ºMAX 15º
  • Balneário Gaivota

    MIN 10ºMAX 15º
  • Balneário Arroio do Silva

    MIN 12ºMAX 16º
  • Jacinto Machado

    MIN MAX 17º
  • Araranguá

    MIN 10ºMAX 16º
Ver mais

Religião

15/12/2017  às 19hs14

Seminarista de Sombrio vai participar de missão no Pará

Missão de 2016 também contou com missionário sombriense


Missão realizada em 2016
Foto: Divulgação

Missão realizada em 2016
Foto: Divulgação


Na noite deste sábado, 16, o Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio, em Nova Veneza, acolherá a celebração de envio de seis seminaristas diocesanos do curso de Teologia e de uma jovem leiga. Os vocacionados integrarão o grupo de 23 pessoas que participarão do projeto “Férias Missionárias”, uma iniciativa do COMISE – Conselho Missionário dos Seminaristas do Regional Sul 4 da CNBB, que engloba as dez dioceses de Santa Catarina.

Os missionários Fernando dos Santos de Oliveira, Luan Zanoni, Claiton Silva da Conceição, Juliano Pacheco Bitencourt, Guilherme Bada Duzioni e Maria Tereza Medeiros Ricardo serão enviados ao final da missa das 19 horas, que será presidida pelo Reitor do Santuário e presidente da Comissão Missionária Diocesana (COMIDI) da Diocese de Criciúma, padre Valdemar Carminati. Outro missionário que fará parte da missão é o sombriense o Vanio Margutti Pereira, que também se prepara para assumir o sacerdócio.

A missão ocorrerá na Paróquia Santo Antônio, na cidade de Chaves, Prelazia do Marajó, Estado do Pará. Entre as atividades que serão desenvolvidas pelo grupo formado por um padre, 15 seminaristas e sete leigos, no período de 13 a 31 de janeiro, estão formações sobre o terço, leitura orante da bíblia, orientações de saúde, celebrações da Palavra, missas e um trabalho de evangelização com crianças, além de visitas com orações e partilha da palavra em cada família da comunidade. Os missionários também farão uma semana de missão na comunidade matriz, além de 15 comunidades ribeirinhas.

“Nossa missão tem o objetivo de proporcionar entre as comunidades ribeiras uma experiência de fé em Jesus Cristo e, com elas, professar um só Senhor e Salvador. Será uma troca de ricas experiências, entre nós e eles. Buscaremos contribuir com a evangelização em uma realidade que traz consigo diversos desafios em âmbito religioso e social”, explica o seminarista Guilherme Bada.