• Santa Rosa do Sul

    MIN 17ºMAX 19º
  • Balneário Arroio do Silva

    MIN 17ºMAX 20º
  • Jacinto Machado

    MIN 14ºMAX 21º
  • Balneário Gaivota

    MIN 16ºMAX 20º
  • Araranguá

    MIN 16ºMAX 20º
  • Sombrio

    MIN 16ºMAX 20º
Ver mais

Religião

07/04/2017  às 19hs11

Semana Santa vai iniciar neste domingo com a bênção dos ramos

Celebrações e procissões acontecem em toda a região


Foto: Daniel Amante/Divulgação

Foto: Daniel Amante/Divulgação


Mais próximos de celebrar o grande mistério da paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, católicos se reúnem, neste fim de semana, para celebrar a solenidade do Domingo de Ramos. A celebração recorda a entrada de Jesus em Jerusalém, montado sobre um jumento e aclamado pelo povo como rei, que segura nas mãos palmas e ramos de oliveira. O rito que dá início à Semana Santa é marcado pela bênção e procissão com os ramos até a igreja, precedido pela celebração da missa.

Confira os horários das celebrações em toda a região

"Esta famosa tradição é muito importante porque, nós, com esta procissão, estamos acompanhando também aquele povo que há dois mil anos seguia o Cristo com os ramos, dando graças pelas bênçãos do Filho de Deus", exalta Dom Jacinto Inacio Flach, bispo da Diocese de Criciúma.

Segundo o epíscopo, a celebração é motivo de alegria, justamente pela proximidade da maior festa da Igreja Católica, que é a Páscoa. "Através do Domingo de Ramos, vamos chegando ao momento do Tríduo Pascal, que é o centro de toda a nossa preparação durante a Quaresma, na Semana Santa, para a nossa vida. É no Tríduo Pascal que celebramos o grande mistério da paixão, morte e ressurreição do Senhor. Que todos nós tenhamos o espírito bem preparado, lembrando a Campanha da Fraternidade, sem esquecer a prática da oração, da confissão, da caridade e da participação na vida da comunidade. Que possamos nos sentir participantes desta caminhada santa que temos pela frente, para bem celebrar o grande mistério de Cristo em nossa vida", orienta o Bispo.

Coleta Nacional da Solidariedade

Neste domingo, a Igreja, através da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), promove a Coleta Nacional da Solidariedade. Todas as comunidades são convidadas a este gesto concreto que tem por objetivo apoiar projetos sociais e ações ligadas ao tema da Campanha da Fraternidade deste ano, "Fraternidade: Biomas Brasileiros e a Defesa da Vida" e lema "Cultivar e guardar a criação".

Todas as doações financeiras realizadas pelos fiéis farão parte dos Fundos Nacional e Diocesano de Solidariedade. Os fundos são compostos da seguinte maneira: 60% do total da coleta permanecem na diocese de origem e compõe o Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS) e 40% são destinados para o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS).