• Sombrio

    MIN 17ºMAX 21º
  • Balneário Arroio do Silva

    MIN 18ºMAX 21º
  • Santa Rosa do Sul

    MIN 18ºMAX 21º
  • Balneário Gaivota

    MIN 17ºMAX 21º
  • Araranguá

    MIN 17ºMAX 22º
  • Jacinto Machado

    MIN 15ºMAX 22º
Ver mais

Saúde

23/08/2016  às 09hs31

SC tem uma das melhores taxas de doadores efetivos do Brasil

Brasil tem mais de 33 mil pessoas na fila esperando por um transplante


Foto: Reprodução

Foto: Reprodução


O número de doadores efetivos de órgãos no Brasil subiu de 13,1 por milhão de habitantes para 14 por milhão no segundo trimestre deste ano, segundo a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). Apesar do aumento, o número de doadores efetivos ficou abaixo do esperado para o período, de 16 por milhão de habitantes, e longe do considerado ideal. Dados revelam ainda que os transplantes feitos caíram no segundo trimestre, assim como o total de potenciais doadores. O levantamento é realizado pela ABTO e pelo Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde.

O número de brasileiros na fila aguardando um órgão aumentou este ano em comparação ao primeiro semestre de 2015, de 32 mil pessoas para 33.199. Em números absolutos, a maior fila é para receber córneas e rim, seguida de fígado, coração, pulmão, pâncreas e intestino.De acordo com os dados da ABTO, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul têm hoje as melhores taxas de doadores efetivos do país, com de 34,9 por milhão; 26,2 por milhão e 25,2 por milhão, respectivamente.


*Com informações da Agência Brasil