• Jacinto Machado

    MIN 17ºMAX 29º
  • Balneário Arroio do Silva

    MIN 21ºMAX 26º
  • Sombrio

    MIN 19ºMAX 27º
  • Santa Rosa do Sul

    MIN 21ºMAX 25º
  • Balneário Gaivota

    MIN 19ºMAX 27º
  • Araranguá

    MIN 19ºMAX 28º
Ver mais

Região

06/02/2018  às 09hs55

Ponte entre Sombrio e Gaivota é vistoriada

Segunda etapa da obra será realizada após o carnaval


Foto: ADR Araranguá

Foto: ADR Araranguá


Uma visita técnica na ponte sobre o Rio Caverá, localizada na SC-449, entre os municípios de Sombrio e Balneário Gaivota, foi realizada na última sexta-feira, 2, por técnicos do Deinfra e da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, com a finalidade de acompanhar os reparos de manutenção realizados na ponte e o cumprimento do cronograma de finalização da obra.

A vistoria atendeu à solicitação do secretário executivo da ADR Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt, que entrou em contato com a superintendência do Deinfra e pediu que fosse designado profissional com experiência para acompanhar a obra. Participaram da vistoria o gerente de infraestrutura da Agência, engenheiro Jocilon Coelho, os técnicos do Deinfra, engenheiro Civil Carlos Augusto Rogério e Luiz Bosco Martins Rocha e o representante da Araújo Construções (vencedora do contrato), engenheiro civil Bruno Bonfanti.

Eles verificaram que 76% desta primeira etapa da obra foram executados. Segundo o gerente de infraestrutura da ADR, esta ação paliativa contou com a construção de uma nova base nas duas cabeceiras da ponte e camadas de revestimentos (CBUQ) para evitar assim possíveis solavancos na ponte. “Já a segunda etapa consiste nos serviços de atirantamentos nas cortinas de contenção com quatro cabos de aço protendidos em cada cortina de concreto armado, e após, será realizado os serviços da revitalização nas cabeceiras da ponte”, explica Jocilon Coelho.

O secretário executivo da ADR destacou a importância da revitalização na estrutura da ponte com as novas cortinas de concreto armado. “Ela trará maior segurança aos usuários da via. Por sugestão do Deinfra, o serviço será feito após o carnaval porque um lado da pista terá que ser interrompido, e neste período, há um movimento intenso de veículos no local”, concluiu Schmidt.