• Sombrio

    MIN 11ºMAX 21º
  • Balneário Arroio do Silva

    MIN 13ºMAX 20º
  • Santa Rosa do Sul

    MIN 14ºMAX 20º
  • Balneário Gaivota

    MIN 11ºMAX 21º
  • Jacinto Machado

    MIN MAX 23º
  • Araranguá

    MIN 10ºMAX 21º
Ver mais

Saúde

10/01/2017  às 15hs51

Hemosc reforça a importância da doação de Medula Óssea


Foto: Hemosc/Arquivo

Foto: Hemosc/Arquivo


O transplante de medula óssea é a única esperança de cura para milhares de portadores de doenças que afetam as células do sangue, como leucemia. E a chance de encontrar uma medula compatível para a doação chega a ser de uma em cem mil. Para que esse número diminua, foi criado um banco mundial de doadores. O instituto nacional do câncer é responsável pelo Registro Brasileiro de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

De acordo com Claudia Lima, do setor de captação do Hemocentro de Santa Catarina (Hemosc), por meio desse banco é possível encontrar doadores em todo o mundo. "Esse banco serve para se ter uma rede de doadores e para que as pessoas que não têm doadores compatíveis na família, encontre algum", informa.

Para entrar no banco mundial, é necessário realizar alguns exames, assim como na doação de sangue. O candidato se dirige até o Hemosc, faz uma primeira triagem, que inclui entrevistas e exames de sangue. Depois, é coletada uma quantia de sangue.

Além do exame de sangue, o candidato também passa por uma bateria de exames de saúde. Caso não tenha nenhum problema grave, os seus dados serão incluídos no Redome e seu nome ficará disponível para a doação. Quando algum paciente necessite da medula, o doador é convocado para novas baterias de exames e, após, será realizada a doação da medula óssea. Vale ressaltar que mesmo com estado de saúde regular, a decisão final de doar é do candidato.


Para quem já é doador de sangue, basta se dirigir ao Hemosc mais próximo e pedir para se tornar doador de medula. Também é importante que os candidatos atualizem os seus dados no site do Hemosc , caso a doação seja solicitada.


Medula óssea


A medula óssea é um tecido, localizado no interior do osso, que armazena e produz as células responsáveis pela geração de todo o sangue (glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). A doação pode ser realizada em centro cirúrgico, sob anestesia, e tem duração de aproximadamente duas horas. São realizadas múltiplas punções, com agulhas, nos ossos posteriores da bacia, chamados ilíacos, e a medula é aspirada.