• Balneário Arroio do Silva

    MIN 18ºMAX 25º
  • Araranguá

    MIN 16ºMAX 27º
  • Balneário Gaivota

    MIN 16ºMAX 26º
  • Santa Rosa do Sul

    MIN 18ºMAX 24º
  • Sombrio

    MIN 16ºMAX 26º
  • Jacinto Machado

    MIN 13ºMAX 29º
Ver mais

Região

04/08/2017  às 14hs24

Cânions estão a caminho de se tornar patrimônio mundial

Belezas naturais


Foto: Reprodução

Foto: Reprodução


O secretário de turismo, esporte e cultura do estado de Santa Catarina, Leonel Pavam, assinou na última sexta-feira uma ordem de serviço para começarem os estudos e processos de criação do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul. Envolvendo os municípios de Praia Grande, Jacinto Machado, Timbé do Sul e Morro Grande, a criação do parque reunindo os cânions no sul do estado são o primeiro passo para que a região possa se candidatar à Rede Mundial de Geoparques, ligada à UNESCO – e possam se tornar patrimônio mundial.



Os estudos de rochas, solo e geografia levarão cerca de seis meses, e também fazem parte do processo de candidatura. Denotando áreas naturais de alto valor geológico, os critérios para se fazer parte da Rede envolvem também o respeito às características naturais da região e aos valores humanos. O parque envolverá municípios de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, reunindo cânions localizados em sua maioria na fronteira dos dois estados.

Em toda a América Latina, os cânions do sul podem se juntar a uma enxuta lista de locais que pertencem à Rede Mundial de Geoparques, com as Grutas do Palácio, no Uruguai, os parques Comarca Minera e Mixteca Alta, no México, além do Geoparque de Araripe, no Ceará. A candidatura visa trazer mais turistas e maiores investimentos para a região.

Reunião já encaminhada

Na manhã de quinta-feira, 3, na sede da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, uma reunião técnica com a coordenadora do Projeto Geoparque Caminho dos Cânions do Sul, Sung Chen Lin, os geólogos Flávia Lima e Jean Vargas, da empresa Geodiversidade, e a presidente da Instância de Governança Regional (IGR) da Região Caminho dos Cânions, e membro da equipe técnica do Projeto, Joice Aguiar se reuniram para formalização da contratação da empresa Geodiversidade, que irá realizar estudos adicionais dos geossítios inventariados pelo Serviço Geológico do Brasil na área do Projeto Geoparque e elaborar estratégias de geoconservação do patrimônio geológico.

O objetivo foi integrar as ações dos especialistas contratados pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) a outras frentes de trabalho que ocorrem paralelamente no âmbito do Projeto, como o envolvimento dos segmentos governamentais, trade turístico, comitê científico, Consórcio Intermunicipal e diretoria do Parque Nacional dos Aparados da Serra, dentre outras.

Para a coordenadora do Projeto Geoparque Caminho dos Cânions do Sul na ADR Araranguá, Sung Chen Lin, os próximos seis meses de trabalho previstos no contrato com a empresa Geodiversidade serão fundamentais no avanço da construção da candidatura ao Programa Geoparque da Unesco. “Se aceita a candidatura da Região, passará a integrar uma Rede Global que atualmente é composta por 130 geoparques”, explica.


*Com informações do hypeness